segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O3 ▬ O que se tornou realidade.


Bree continuou imóvel e eu igualmente. Aquela ameaça pareceu real e, mesmo se estivesse errada, eu não cometeria qualquer erro impensado que tirasse minha vida. Apesar disso, eu o fuzilava com meus olhos. Não era possível que aquela criatura insensível estava sentada ali, tão perto. Ele parecia estar pensando em algo – ou talvez planejando seu ataque. O estranho era que o garoto adolescente ainda continuava a nos encaras, mais precisamente, a encarar o cara dos sonhos.

- Qual seu nome? – Tentei improvisar, com o medo tomando conta de minha voz. Quis fazer qualquer coisa que pudesse me liberar daquilo.

- E interessa? – Ele respondeu de maneira rude, logo mudando seu tom. – Erik.

Erik. Então o nome do assassino era Erik. Quem ouve esse nome nem desconfia de nada, tão simples e aparentemente inocente.

Eu tentaria distraí-lo mais, se não fosse pela ação do adolescente que estava nos observando até então. Ele viera caminhando a passos curtos até nos, sem ninguém perceber, e golpeara Erik com um chute certeiro em seu tórax, que foi tão forte que fez Erik atingir a parede atrás de nós. Não satisfeito, o garoto pulou sobre nós e o atingiu mais uma vez, deixando-o incapacitado de se levantar.

Então, aconteceu o que eu mais temia. O garoto veio determinado em nossa direção. Tentei correr, levando Bree junto comigo, mas aconteceu exatamente o que ocorrera no meu primeiro sonho, ele nos alcançou rapidamente e nos fez parar. Bree chorava incontrolavelmente enquanto eu só conseguia pensar no meu sonho e se ele poderia se tornar real.

- Olá, Summernight. Aliás, que nome incomum. – O garoto tocou meu rosto com aquelas mãos repugnantes. – Passei o dia inteiro lhe observando e aposto que você nem notou.

Observando-me? Então as lágrimas, já gastas de tanto uso em um só dia, caíram novamente. Que espécie de ser era aquilo? E o que queria comigo?

- Fale alguma coisa. Não vai querer dizer nada antes de... – Ele não chegou a completar sua frase cheia de zombaria. – Não é?

- O que você quer de mim? Deixe-me em paz! – Tirei sua mão imunda do meu rosto.

- O que eu quero? Simplesmente você.

E a cena em que eu morria no meu sonho estava se repetindo, só que com um assassino diferente dessa vez. Ele estava se aproximando cada vez mais e a única coisa que eu consegui fazer foi cerrar meus olhos e gritar internamente para que esse dia fosse realmente um sonho.

Estranhei a demora demasiada do ataque e arrisquei abrir os olhos. A cena que eu vi em seguida foi, no mínimo, tão horrível e nojenta que fez meus joelhos fraquejarem. O garoto, que estava preste a me matar, jazia no chão com seu maxilar arrancado e com seus olhos já sem vida. Erik estava em pé poucos metros a minha frente, ofegante.

- O que aconteceu? – Minha voz estava histérica e saia aos gritos.

- Nada que eu já não cogitava antes. Droga... Você está bem?

- Sim, eu acho. – A realidade começava a iluminar minha cabeça e eu voltava a pensar claramente. – Onde está Bree? Se você fez alguma coisa com ela, eu juro que...

- Calma! – Interrompeu-me ele. - Ela fugiu antes de eu recobrar a consciência.

Sem conseguir falar mais, continuei no chão ao lado do meu assassino morto. Ainda chorando, eu não conseguia desviar meu olhar do maxilar que estava onde antes o garoto me observava. Eu já aceitava o fato de que o dia mais bizarro da minha vida infelizmente não era mais um dos meus sonhos, era real.

E se os outros dois sonhos também fossem reais ou algum tipo de premonição? E se a mãe e seu filho estivessem verdadeiramente mortos? E pior, mortos por aquele que acabara de me salvar!

- Venha. Vamos para um lugar mais... Confortável.

Eu comecei a entrar num estado de choque e estava precisando me sentir segura. Inconscientemente, eu segui os passos de Erik.

2 comentários:

Mariana disse...

Nossa, você escreve muuuuito bem. Parabéns! Ansiosa para o próximo capítulo (:

Marli Carmen disse...

Ameiiiiiiiiiiiiiii!!!

Eu estou sorteando o livro do André Victtor lá no blog! Venha participar!


http://amazoniaumcaminhoparaosonho.blogspot.com/2011/10/sorteio-no-dia-das-bruxas.html

 
Blogger design by suckmylolly.com